DOMENICO DI MASI E O SEU CONCEITO ENCANTARAM O EX-GOVERNADOR LUIZ HENRIQUE

Sociólogo italiano defendia o Ócio Criativo

A morte do sociólogo italiano Domenico di Masi, aos 85 anos, em Roma, neste sábado (9), deixa um ar de nostalgia em Santa Catarina, onde o conceito apregoado por ele, o do Ócio Criativo, teve um dos mais empolgados adeptos no ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), que sempre o citou na trajetória à frente do Estado, entre 2003 e 2010. Domenico acreditava que os tempos de descanso e de folga não deveriam ser considerados uma perda, mas uma forma de instigar o ser humano a desenvolver novas ações e perspectivas.

A ideia era quase um insulto à visão europeia de que não existe a possibilidade de desenvolver ou criar algo sem estar relacionada ao trabalho e ganhou o mundo, em 1995, com a publicação do livro que leva o nome do conceito a partir de uma entrevista do sociólogo à jornalista italiana Maria Serena Palieri. Contemporâneo de Domenico, Luiz Henrique, falecido em 2015 – teria hoje 83 anos -, sempre valeu-se do conceito do amigo italiano para desenvolver projetos nas áreas culturais e de planejamento e de desenvolvimento. Foi por este prisma que o então governador criou a Secretaria da Organização do Lazer (SOL), em 2003, que abrigava Turismo, Esporte e Cultura.

Defensor da democracia, Domenico, que era advogado por formação e foi professor emérito de Sociologia do Trabalho na Universidade Sapienza de Roma, onde foi reitor da faculdade de Ciências da Comunicação, declarou certa vez: “Ditadores vencem nos pesadelos de seus súditos!”.

Por Roberto Azevedo para: www.ssc10.com.br

Últimas Notícias